Hino



Tendo como autor da letra o senhor Amândio Vaz Gomes de Rivair Pires de Almeida, foi oficializado pela Lei n° 1186, de 9 de outubro de 1992.

Hino a Tupanciretã

Eu vou cantar minha terra,

Meu pago, minha querência.

Que tantas belezas encerra,

Dela eu lembro com frequência.

A terra dos meus encantos

Que tantas belezas tem,

Berço nato de gaúcho,

Nela eu nasci também.

Tupanciretã, Tupanciretã,

São lindos os encantos teus

Ó Terra da Mãe de Deus.

Charruas e Guaranis

Adotaram Pai Tupã.

Prá eles Ci era mãe,

A terra era Etã.

E desta etmologia,

Juntando os encantos teus,

Nasceu Tupanciretã

A Terra da Mãe de Deus.

Tupanciretã, Tupanciretã,

São lindos os encantos teus

Ó Terra da Mãe de Deus.

Quem conhecer minha terra

Verá quanta maravilha.

Aqui onde o gado berra

Onde ao potro de encilha

Rodeios e marcações.

São lindos os encantos teus

Minha Tupanciretã

Ó Terra da Mãe de Deus.


Enviar por e-mail Imprimir

Fale conosco

Mande suas críticas e sugestões para o portal

Contato

Imprensa

Se você é imprensa cadastre-se e receba as notícias fresquinhas

Cadastre-se

Curta

Av. Carlos Gomes de Abreu, 391, CEP: 98170-000 - (55) 3272 1310

Horário de atendimento: 8:30 às 11:30, 13:30 às 16:30 - Sessões Plenárias: segundas às 20h